Ex de Amado Batista expõe desconfiança com morte de cavalo

entenda-os-motivos-por-trás-da-separação-de-amado-batista-e-sua-noiva
Layza Felizardo fala sobre cavalo sacrificado por Amado Batista. (Foto: reprodução/internet)

A ex-mulher de Amado Batista, Layza Felizardo, deu novos detalhes sobre o término conturbado entre os dois. Depois de expor traições, a jovem revelou uma certa desconfiança em relação ao seu cavalo que, sob os cuidados do cantor, teve que ser sacrificado.

Em entrevista ao jornal Metrópoles, Layza revelou que foi informada por Amado que seu cavalo seria sacrificado por estar muito doente. Apesar disso, ela conta que o cantor não entrou em mais detalhes sobre o estado de saúde do animal.

Fiquei muito preocupada porque o cavalo, até onde eu sabia, estava em um ótimo estado, saudável. Eu sempre o visitava, levava as coisas para ele. Achei estranho, do nada, ele estar doente. Mas se ele [cavalo] ia passar doença para os outros cavalos, como ele [Amado Batista] disse, eu não poderia deixar prejudicar os demais”, contou Layza.

A jovem cobrou esclarecimentos sobre o que aconteceu com o animal: “Eu não sei o que ele fez com o cavalo, ele não me mandou foto e nem me deu provas. Eu quero saber! Eu amo os animais, principalmente, os cavalos e quero esclarecimentos disso também’’.

Ex-esposa de Amado Batista expõe traições do cantor

Em entrevista ao jornal Metrópoles, Layza disse que descobriu as infidelidades em conversas no celular de Amado. “Cansei de olhar o celular dele conversando com várias meninas de estados diferentes. E isso quando elas não vinham até minhas redes sociais falar que eu era corna e coisas maldosas”, revelou.

Layza afirmou que, quando questionado, o compositor negava: “Ele sempre negava, dizia que eu era única, que quem estava com ele e na casa dele, como mulher, era eu e não elas, que elas tinham inveja!”.

A jovem de 23 anos afirma que a sensação de insegurança no relacionamento lhe rendeu alguns problemas psicológicos. ”Eu tenho muita ansiedade! Eram angustiantes as nossas discussões, eu sofria demais, era horrível. E o pós era pior ainda, sentia um vazio. Tinha época em que eu só chorava e tentava sair, mas era muito difícil porque eu tinha uma dependência emocional por ele enorme. E acredito que até hoje tenha! Ele via como eu ficava, me pedia desculpas por tudo e dizia que não iria se repetir. Dizia que me amava e que eu tinha que confiar mais nele”, contou Layza.

Veja também:

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!