Entenda as novas leis israelenses sobre aborto e casamento gay

entenda-as-novas-leis-israelenses-sobre-aborto-e-casamento-gay
Entenda as novas leis israelenses sobre aborto e casamento gay. (Foto: reprodução/internet)

O recente embate entre Israel e Hamas tem reforçado a divisão política no Brasil, com facções de direita e esquerda adotando posturas divergentes sobre o assunto. Historicamente, as relações entre o Brasil e Israel têm sido influenciadas por diferentes visões sobre conflitos e questões culturais.

A posição da direita e religiosa brasileira

Particularmente, grupos conservadores no Brasil veem Israel com bons olhos. Isso é amplamente influenciado por crenças religiosas, com várias figuras de destaque, incluindo seguidores do presidente Bolsonaro e líderes evangélicos neopentecostais, expressando apoio a Israel. Esta afeição muitas vezes é embasada nas conexões bíblicas e históricas.

Perspectiva progressista de Israel: Direitos e saúde

No entanto, é digno de nota que Israel adota uma abordagem mais progressista em questões que, para muitos conservadores brasileiros, são sensíveis. Em particular, temas como saúde reprodutiva e direitos LGBTQIA+ são tratados com mais abertura em Israel do que alguns poderiam esperar.

Saúde reprodutiva em Israel

Em Israel, a questão do aborto é abordada com nuances específicas. Os critérios para permitir a interrupção da gravidez incluem:

  • Se a gestante for menor de 18 anos;
  • Gravidez fora do casamento ou que não seja resultado do matrimônio;
  • Quando a gestante tem 40 anos ou mais;
  • Situações de incesto ou estupro;
  • Probabilidade de anomalias no feto;
  • Riscos à vida ou saúde física/emocional da gestante.

Estes critérios demonstram uma abordagem ponderada sobre a questão. Além disso, segundo registros, a taxa de aborto tem decrescido em Israel. Este declínio é atribuído a fatores como melhor acesso a métodos contraceptivos e tendências socioculturais.

A modernização do processo de solicitação de aborto, com a opção de fazê-lo online e a disponibilidade de assistência social, reflete o compromisso de Israel com a saúde e bem-estar das mulheres.

Reconhecimento e direitos LGBTQIA+ em Israel

Apesar de Israel não oficializar casamentos entre pessoas do mesmo sexo dentro do país, reconhece legalmente uniões homossexuais celebradas no exterior. Isso levou muitos cidadãos LGBTQIA+ a selar seus votos fora e posteriormente buscar reconhecimento legal em Israel.

Os direitos dos cidadãos LGBTQIA+ em Israel vão além do reconhecimento matrimonial. Eles incluem direitos previdenciários, de herança e adoção, demonstrando uma postura inclusiva.

Além disso, o país tem legislações específicas que protegem indivíduos LGBTQIA+ de discriminação no ambiente de trabalho e em outras áreas, garantindo igualdade e dignidade para todos.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!