Cineasta é morto em ataque Hamas ao tentar proteger família

cineasta-e-morto-em-ataque-hamas-ao-tentar-proteger-familia
Cineasta é morto em ataque Hamas ao tentar proteger família. (Foto: reprodução/internet)

O cineasta Yahav Winner, de 36 anos, perdeu a vida durante um ataque do Hamas à sua residência no kibutz Kfar Aza, localizado nas proximidades da Faixa de Gaza.

No momento do ataque, ele estava tentando proteger sua esposa, Shaylee Atary, e a filha recém-nascida, Shaya. Infelizmente, Yahav Winner foi pego pelos terroristas e não sobreviveu.

Após mais de 24 horas escondidas, a esposa e a filha foram resgatadas em segurança. Shaylee Atary, no entanto, soube da morte de seu marido apenas três dias depois, por meio da televisão.

Cineasta tinha acabado de ser premiado

Yahav Winner havia sido recentemente premiado como melhor fotógrafo no Festival Internacional de Cinema de Estudantes de Tel Aviv, devido ao seu curta-metragem intitulado “The Boy“.

Este filme aborda a história de um pai e um filho que enfrentam o constante lançamento de foguetes enquanto viviam em Kfar Aza.

O cineasta estava envolvido na criação de um novo filme inspirado na vida em Kfar Aza, para onde havia retornado após anos morando em Tel Aviv.

Ele é um grande cineasta. Era meu melhor amigo”, disse Atary à emissora de TV PBS. “Estávamos juntos há 10 anos e meio. E esperamos muito tempo por essa criança que temos agora“, afirmou Atary.

O ataque em Kfar Aza, ocorrido em 7 de outubro, resultou em um massacre promovido pelo Hamas, com centenas de vítimas, incluindo famílias inteiras, crianças e bebês que estavam em suas casas.

A situação geral entre Israel e o Hamas resumida:

O Hamas é uma organização que exerce controle militar, político e social na Faixa de Gaza desde 2007 e é considerada uma organização terrorista por vários países, incluindo a União Europeia e os Estados Unidos.

A Faixa de Gaza está sob um intenso bloqueio terrestre, aéreo e marítimo desde 2007, resultando em restrições severas à entrada de suprimentos básicos. Isso levou a descrições da região como uma “prisão a céu aberto” por parte de analistas, pesquisadores e entidades de direitos humanos.

Além disso, os palestinos têm reivindicado a criação de seu próprio estado, que inclui a Cisjordânia, desde 1948.

O conflito recente envolveu uma escalada significativa de ataques do Hamas contra Israel, resultando em vítimas israelenses. O governo de Israel, liderado por Benjamin Netanyahu, declarou guerra ao Hamas e expressou intenção de destruir o grupo.

Crise humanitária

Posteriormente, Israel intensificou o bloqueio à Faixa de Gaza, cortando o fornecimento de energia elétrica, combustível e água, gerando uma crise humanitária na região.

No entanto, Hamas ameaçou matar reféns israelenses em retaliação aos ataques israelenses, e Israel preparou uma invasão terrestre à Gaza.

Assim, com hospitais e necrotérios sobrecarregados, os palestinos tiveram que utilizar carros de sorvete e refrigeradores de alimentos para armazenar os corpos devido à alta demanda.

Em conclusão, em dez dias de conflito, houve um grande número de vítimas, com milhares de palestinos e israelenses mortos e feridos.

Além disso, várias pessoas de diferentes nacionalidades, incluindo brasileiros, perderam a vida no conflito.

Contudo, há esforços em andamento para buscar um cessar-fogo e a criação de um corredor humanitário, que será apresentado em uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!