Flávio Dino detona Bolsonaro e manda a real sobre polêmica da vacina

Flávio Dino detona Bolsonaro após apreensão da PF
Ex-Presidente Jair Bolsonaro e Ministro da Justiça e Segurança Pública Flávio Dino (Montagem: Reprodução)

Flávio Dino detona Bolsonaro e manda a real sobre polêmica da vacina

Hoje pela manhã (03/05), a polícia federal, munida de um mandado de busca e apreensão expedido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, entrou na residência do ex-presidente Jair Bolsonaro e de sua esposa Michelle Bolsonaro e apreendeu os seus celulares em uma operação denominada como “Venire contra factum proprium”, em decorrência dos ataques contra à vacinação contra o vírus da covid-19.

Com toda polêmica envolvendo o nome de Jair Bolsonaro, também nesta manhã, o Ministro da Justiça e Segurança Pública Flávio Dino, estava em uma audiência na Câmara dos Deputados e comentou sobre a operação da Polícia Federal contra Jair Bolsonaro, por suposta falsificação de dados sobre a vacinação contra a covid-19.

Pronunciamento de Flávio Dino na Câmara dos Deputados

Aos deputados, Flávio Dino afirmou que “conspirar contra a saúde pública é uma corrupção gravíssima”. A declaração foi dada em reposta a uma pergunta do deputado Deltan Dallagnol (Podemos-PR) sobre a atuação do governo federal no combate à corrupção. Dallagnol criticou a condução da investigação da Polícia Federal contra o ex-presidente da República: “Hoje vejo um estado investigando uma falsificação de carteira de vacinação. Não que não deva ser investigado, tudo deve ser investigado, mas a questão é a proporção e a gravidade dos fatos”, disse.

Flávio Dino rebateu: “Eu considero que o senhor deveria pensar em outras corrupções, e conspirar contra a saúde pública é uma corrupção gravíssima”. O ministro afirmou que o governo federal segue “investigando escândalos graves”, e criticou o posicionamento de Dallagnol sobre a investigação contra Bolsonaro.

“Eu fico muito triste de ver o senhor afirmando que uma investigação séria sobre uma questão sanitária não é prioridade. O senhor deveria rever isso. É muito grave o que o senhor acabou de afirmar. O senhor é uma pessoa conhecida. Imagino que pessoas que votaram no senhor perderam a vida, ou familiares dessas famílias perderam a vida”, disse.

Operação Venire contra factum proprium

A Polícia Federal apreendeu, na manhã desta quarta-feira (3/5), o celular do ex-presidente Jair Bolsonaro. O mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa do político em um condomínio do Jardim Botânico, a 13km do centro de Brasília. Bolsonaro não forneceu a senha do celular. A medida ocorreu no âmbito da Operação Venire, que investiga uma associação criminosa acusada pelos crimes de inserção de dados falsos de vacinação contra a Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!