Dançarino atingido por telão em show do grupo Mirror pode ficar tetraplégico

Mo Lee Kai-yin, dançarino de 27 anos, que foi atingido por um telão caído no palco onde acontecia o show do grupo Mirror em Hong Kong, na noite última quarta-feira (27), corre o risco de ficar tetraplégico.

publicidade
Dançarino atingido por telão em show do grupo Mirror pode ficar tetraplégico (Foto: Reprodução/Instagram)
Dançarino atingido por telão em show do grupo Mirror pode ficar tetraplégico (Foto: Reprodução/Instagram)

Segundo o South China Morning Post, uma fonte médica explicou que o impacto do painel de LED acabou deslocando a terceira e a quarta seções das vértebras cervicais do artista, deixando-o, até o momento, impossibilitado de fazer movimentos do pescoço para baixo.

publicidade

Mo Lee Kai-yin também apresenta ferimentos na cabeça e nos pulmões. Segundo boletim desta sexta-feira, seu estado é crítico. Seus pais, que moram no Canadá, já afirmaram que irão viajar para visitá-lo. O outro dançarino atingido, Chang Tsz-fung, de 29 anos, também ficou ferido, mas em menor gravidade e já recebeu alta do Hospital Queen Elizabeth.

Telão despenca e atinge integrantes da boyband Mirror em show (Foto: Reprodução)
Telão despenca e atinge integrantes da boyband Mirror em show (Foto: Reprodução)

Kai-yin passou por uma cirurgia em suas vértebras durante a noite e voltou ao centro cirúrgico novamente nesta sexta-feira (29). O jovem precisou ser entubado, mas sua coluna foi estabilizada. Ainda não se sabe se a paralisia será definitiva.

publicidade

Segundo os médicos a recuperação dos movimentos dos membros do dançarino depende da renovação de seus nervos danificados.

As conclusões preliminares do acidente, apontaram a causa da queda do telão ao rompimento de uma das duas cordas de metal que seguravam-no à estrutura colocada acima do palco.

publicidade

As autoridades responsáveis informaram que os fios de suspensão usados nos telões serão analisados para estudar se o ocorrido foi centrado em procedimentos operacionais ou no material dos cabos.

Ainda segundo o veículo local, o presidente-executivo de Hong Kong, John Lee Ka-chiu, prometeu realizar uma investigação oportuna e abrangente sobre o incidente. Os outros shows que ocorreriam no Hong Kong Coliseum foram cancelados e quem comprou ingresso deverá ser reembolsado.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Expresso condolências aos feridos e espero que se recuperem em breve”, disse o representante.

publicidade

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Rafael Lima

Jornalimo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Possui passagem por assessoria de comunicação e produção de críticas musicais desde 2020 em redes sociais. Apaixonado pelo universo e cultura pop, pesquisa e produz conteúdo para o nicho desde 2019.

Veja mais ›
Fechar