Governo faz postagem sobre vacina em viagens após operação

Bolsonaro
Governo faz postagem sobre vacina em viagens após operação. Foto: Reprodução/ Twitter

Governo faz postagem sobre vacina em viagens após operação

Após as investigações realizadas pela Polícia Federal que investiga fraudes em vacinas e tem o ex-presidente Jair Bolsonaro como um de seus alvos o perfil oficial do governo brasileiro fez uma postagem acerca das regras sanitárias para viagens ao exterior que dividiu opiniões e gerou especulações sobre reação.

Em uma postagem com o desenho do Zé Gotinha, personagem fictício de incentivo à vacinação, o perfil oficial do governo brasileiro escreveu: “Vai viajar para o exterior? Regularize suas vacinas!”. Além da imagem, os escritos expuseram as regras para a realização de viagem internacional e destacou: “tomar vacina, gostoso demais”

Veja a campanha protagonizada pelo governo brasileiro 

“Fique ligado! Muitos países ainda exigem o protocolo de vacinação para que brasileiros possam visitar. Portanto, informe-se antes de viajar. Além disso, é fundamental para a saúde pública que todos e todas estejam vacinados.”, escreveu na publicação que já soma mais de 40 mil reações.

“As doses da vacina bivalente de covid-19 já estão liberadas para todos os adultos maiores de 18 anos. Se estiver com alguma vacina atrasada, corre já pro postinho! Tomar vacina, gostoso demais.” complementa o comunicado.

Anteriormente, o atual presidente da república, Luiz Inácio Lula Da Silva, e a primeira-dama, Janja Lula também fizeram publicações que dividiram opiniões e chegaram a ser pontuadas como indiretas. 

Logo pela manhã, o presidente escreveu à nação: “bom dia e boa quarta-feira”, por sua vez, Janja foi mais enfática em sua publicação: “bom diaaaaaaaa”, escreveu.

Jair Bolsonaro nega ter tomado vacina contra Covid-19, assim como nega participação em fraude

As investigações desta quarta-feira investiga um grupo suspeito de fraudar dados sobre vacinação no sistema do Ministério da Saúde, e tem Jair Bolsonaro como um de seus alvos. O presidente, no entanto, nega ter tomado a vacina.

“Acharam o cartão de vacina da minha esposa, a Michelle [pausa para chorar], tiraram a fotografia, a suspeita era de fraude”, afirmou o ex-presidente em entrevista à rádio Jovem Pan.

Bolsonaro ainda afirma que não tomou a vacina contra Covid-19. “Ela foi vacinada em 2021 nos Estados Unidos e eu não tomei vacina lá, não tomei em lugar nenhum. Ela tomou a vacina Janssen, logo na volta para o Brasil, e no ano passado ela voltou a ter uma crise e o médico disse que era ‘por causa da vacina’”, relata.

“No tocante a fraude, da minha parte é zero. As vezes que viajei pelo mundo, uma vez foi para a Itália, se não me engano, perguntei se era exigido a vacina. Falaram que sim. Então falei ‘se é sim, não viajo’.”, disse em sua defesa.

“Então veio a resposta oficial que estava dispensada a vacina. O tratamento para chefe de Estado é diferente de cidadão comum. Nas minhas idas aos Estados Unidos, nunca foi exigido o cartão vacinal”, alega complementando o ex-presidente.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!