Festival Fervo estreia fervendo com Johnny Hooker, Silva, Baco e ÀTTØØXXÁ

A capital pernambucana fervou no feriado da Semana Santa. Aos poucos, as festividades vão se normalizando e sacudindo multidões por onde passam e aquecendo o corações dos amantes da cultura. Foram vários festivais e shows que movimentaram os últimos dias no Recife. O portal MixMe marcou presença na 1ª edição do Festival Fervo, que aconteceu no Terminal Marítimo do Recife.

Fervo
Baco Exu do Blues foi uma das atrações mais aguardadas do Festival Fervo (Divulgação)

O segundo e último dia do novo selo pernambucano recebeu shows de Johnny Hooker, Silva, Baco Exu dos Blues e da banda ÀTTØØXXÁ. 

Quem iniciou a alegria do momento foi o conterrâneo pernambucano Johnny Hooker. O cantor fez do palco uma extensão da sua casa e se sentiu totalmente confortável e cantou seus maiores sucessos como “Amor Marginal”, Caetano Veloso e “Flutua”.

Uma grande surpresa no show do cantor foi a participação do também pernambucano Jader, uma das grandes apostas do cenário alternativo do Estado. Também no momento, o cantor se pronunciou contra o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, e enalteceu o ex-presidente Lula.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Jáder (@jader____)

Com eles, o Carnaval foi revigorado com sucesso durante o evento. “Viver isso depois de dois anos não tem preço ?❤️❤️’, celebrou uma fã nas redes sociais.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Johnny Hooker (@johnnyhooker)

A segunda atração da noite foi o cantor Silva, uma dos mais esperados do momento. O capixaba retornou ao Recife depois de quase 2 anos e meio longe da capital pernambucana. E claro que recompensou com um show revigorante.

Com alto astral no topo, Silva chegou com toque sensível e bastante animado no festival. O público foi ao delírio com as músicas do projeto “Bloco do Silva”, que traz os sucessos dos anos 1990 da música baiana de Daniela Mercury, Olodum, Banda Eva, Caetano Veloso, Gilberto Gil e toda baianidade.

As composições autorais de Silva também marcaram presença nas canções “Feliz e Ponto”, “Fica Tudo bem”, “Pôr do Sol na Praia”, “A Cor é Rosa” e “Te Vi na Rua”.

“Baianidade nagô” se fez mais que presente no festival e o cantor Baco Exu dos Blues foi um dos grandes responsáveis. O artista tinha prometido um show diferente, já que retornava a capital pernambucana com seu mais novo álbum, “Quantas vezes você já foi amado?” (QVVJFA?).

Os mergulhos existências de Baco foi entendido em um show reflexivo com muita emoção. Além da presença do novo álbum, o artista trouxe sua bagagem de hits como “Te Amo Disgraça”, “Me Desculpa Jay Z”, “Queima Minha Pele”, “Girrasóis de Van Gogh”, “Bluesman” e “Flamingos”.

Dando segmento a sequência de artistas baianos chegou a vez da banda ÀTTØØXXÁque levou todo mundo a tirar o pé do chão com o groove arrastado característico da swingueira baiana. A banda foi a última atração do festival e conseguiu reenergizar com muita dança, fechando com chave de ouro a primeira edição da Fervo.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!