Dançarina brasileira se envolve em polêmica com música egípcio; entenda o caso

A justiça do Egito causou polêmica nesta semana após condenar uma dupla de músicos por conta de um vídeo que fizeram ao lado de uma dançarina do ventre brasileira. O decisão acontece após dois anos que o vídeo foi compartilhado no Youtube.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
Vídeo com dançarina brasileira causa polêmica no Egito (Reprodução/Youtube)
Vídeo com dançarina brasileira causa polêmica no Egito (Reprodução/Youtube)

Conforme informações da BBC Britânica, os homens foram considerados culpados por “violarem os valores familiares”. Atualmente o vídeo dos cantores com a brasileira já conta com mais de 10 milhões de visualizações.

publicidade

Na postagem em questão, Hamo Beeka e Omar Kamal aparece se divertindo ao fazer uma apresentação caseira, quando a bailarina Lurdiana, que está de vestido longo e uma jaqueta preta, faz passos de dança sensuais.

A BBC revelou também que além da questão dos valores familiares, os artistas foram condenados por conta dos lucros que obtiveram com o vídeo. Agora eles devem cumprir a pena com por um ano e pagar uma multa de 10 mil libras egípcias, equivalente a R$ 2,7 mil.

publicidade

A decisão da justiça egípcia tem sido alvo de críticas de ativistas de direitos humanos, que apontam o caso como uma forte censura à expressão artística. A organização Human Rights Watch revelou ao jornal britânico que nos últimos tempos o Egito tem sido tomado por situações parecidas para reprimir a atuação de jovens nas redes sociais.

Conheça a dançarina Lurdiana

Lurdiana Tejas se tornou sensação no mundo dos famosos no Egito após viralizar justamente por conta de vídeos nas redes sociais. Aqui no Brasil a dançarina era conhecida por aparecer em programas como como Fantástico e Mais Você.

A moça já ganhou título de maior dançarina do ventre no país e até já chegou a colocar o Brasil no top trending do Twitter egípcio por conta de seu bom desempenho. Em entrevista para a revista Claudia, ela contou sobre sua história com a dança e como tem lidado com a fama no país.

publicidade

“Eu comecei a dançar por influência e incentivo da minha mãe, que era bailarina e professora. A dança sempre esteve presente na minha vida em todos os aspectos, como bailarina, professora e por diversão. Conheci muitas pessoas, lugares e tive muitas conquistas”, explica.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.

Veja mais ›
Fechar