Conheça a história de Avicii, DJ homenageado pelo Google

Morto em 2018, aos 28 anos, Tim Bergling, conhecido mundialmente como o DJ Avicii, ganhou uma homenagem do Doogle do Google nesta semana.

publicidade
Avicii
Avicii completaria 32 anos nesta semana e ganhou homenagem especial (Imagem: Divulgação)

A ferramenta divulgou uma animação contando um pouco da história do produtor musical, ao som de um de seus maiores sucessos, “Wake Me Up”. Ao falar da homenagem, o Google comentou:

publicidade

“Seja tocando nos alto-falantes dos palcos de festival ou nos fones de ouvido de milhões de ouvintes em todo o mundo, o Avicii ajudou a elevar a música eletrônica para o sucesso global”.

No dia em que completaria 32 anos, na última quarta-feira (08), Avicii foi lembrado pelos fãs e admiradores de festivais de música eletrônica.

O primeiro sucesso do famoso a fazer história foi o “Levels”, em 2011, que entrou nas paradas de música eletrônica. Dois anos depois, Avicii lançou o álbum “True”, que trouxe o maior hit de sua carreira, “Wake Me Up”. Já em 2015, ele divulgou o álbum “Stories”.

publicidade

Entre seus outros sucessos estão “Hey brother”, “I could be the one”, “Waiting for love”, “The nights” e “Levels”. O DJ, inclusive, fez trabalhos com artistas como Madonna e David Guetta.

A pausa nos trabalhos internacionais aconteceu em 2016, quando ele alegou que estava com desgaste e, principalmente, pelo efeitos colaterais causados pela excessiva carga de trabalho.

publicidade

Um ano após sua morte, foi lançado o álbum póstumo “Tim“, que foi baseado em faixas deixadas quase prontas pelo sueco. Nos hits, ele questiona o ritmo da sociedade hiperconectada. Para quem não se recorda, o DJ faleceu na cidade de Mascate, em Omã, no Oriente Médio.

Segundo o TMZ, a causa da morte foi suicídio. Antes disso, a família dele já tinha divulgado um comunicado revelando que Avicii “era uma alma frágil”, “não podia continuar mais” e “lutava com pensamentos sobre Significado, Vida e Felicidade”.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Quando ele parou de fazer turnês, ele queria achar um equilíbrio na vida para ser feliz e poder fazer o que ele amava mais – música. (…) Ele não podia continuar mais. Ele queria encontrar paz. Tim não era adaptado para a máquina de negócios em que ele se encontrou; ele era um cara sensível que amava seus fãs mas saiu dos holofotes. A pessoa que você era e sua música vão manter sua memória viva. Nós te amamos”, diz o comunicado.

Guinho Santos
Formado em Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências Salvador, Guinho Santos escreve sobre o mundo dos famosos há mais de dez anos. Tem experiência em cobertura de realitys shows, bastidores da música, TV e novelas. Ao longo da carreira, trabalhou com rádio e foi apresentador na web, além de ter experiência também como Social Media e agora está junto do Mix Me!
Veja mais ›
Fechar