Babal Guimarães perde a guarda do filho; Saiba detalhes

Justiça determina a retirada da guarda de Miguel de Babal Guimarães
Babal Guimarães, Emily Garcia e o filho do ex-casal, Miguel (Imagem: Reprodução)

Babal Guimarães perde a guarda do filho; Saiba detalhes

Após a Justiça determinar que Babal Guimarães não terá direito à guarda do filho Miguel, Emily Garcia falou com a coluna LeoDias e explicou o porquê desta decisão. “Geralmente a guarda é compartilhada. Sendo assim, o filho poderia ir ao local onde o pai mora passar férias. Mas no meu caso, como houve agressão [de Babal], em frente à criança, ele perdeu.”, disse a influenciadora digital. Mas Emily explicou que Babal não ficará longe da criança por completo: “Ele terá apenas direito de fazer visitas, de 15 em 15 dias, e será acompanhado por uma pessoa de confiança.”.

Relembre o caso

As trocas de acusações entre Emily Garcia e Babal Guimarães foi parar na polícia após a influenciadora relatar supostas agressões que sofreu do então marido. Tudo começou após uma visita de Babal à família, em Penedo, Alagoas. Uma foto em que ele aparecia com uma cerveja deu início à treta. Nos stories do Instagram, a influenciadora relatou que o marido havia lhe dito que iria a Penedo para resolver algumas questões, mas apareceu bebendo, enquanto ela ficou responsável por cuidar do filho sozinha.

A partir disso, surgiram especulações em torno do real motivo da crise no relacionamento de Babal e Emily. Um seguidor do perfil Subcelebrities, no Instagram, apostou que seria traição. Emily respondeu que foi pior que isso. Outro internauta, então, indagou sobre o que poderia ser pior que traição em um relacionamento. Uma pessoa sugeriu “agressão” e Emily curtiu o comentário. A confirmação veio logo após e um processo foi instaurado. O resultado saiu nesta semana e como dito antes, Babal Guimarães perdeu a guarda do filho.

Guarda exclusiva da mãe

De acordo com a determinação da Justiça, Babal Guimarães terá o direito de receber o filho aos finais de semana. Nas redes sociais, o influenciador recebeu uma enxurrada de críticas. “Meses que separaram e até hoje nunca se moveu pra ver o filho. Isso porque a Emily até já foi pro Nordeste. Mas a galera vai passar pano pra ele e falar que é a Emily é a desequilibrada”, pontuou uma internauta.

Uma advogada, inclusive, reiterou que uma vítima de violência doméstica não pode ter guarda compartilhada com seu agressor, como é o caso de Emily Garcia e Babal Guimarães. “A decisão está correta! Não existe guarda compartilhada entre uma vítima de violência doméstica e seu agressor. Decidir ao contrário, é permitir a continuidade de uma violência. E tem mais… não existe essa foi ‘um péssimo marido’ mas é um ‘bom pai’. Caráter não faz distinção”, explicou Ana Clara Figueiredo.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!