Alemanha tentará ser a quarta seleção a conquistar a Euro em casa

alemanha-tentara-ser-a-quarta-selecao-a-conquistar-a-euro-em-casa
Alemanha tentará ser a quarta seleção a conquistar a Euro em casa (Foto: Reprodução/Internet)

A Eurocopa de 2024 será disputada na Alemanha pela segunda vez em sua história. Na outra oportunidade, em 1988, ainda como Alemanha Ocidental, os donos da casa pararam na semifinal e viram a Holanda de Van Basten conquistar o único grande título de sua história no futebol.

Desta vez, os tetracampeões do mundo tentarão enfim levantar o troféu em casa e igualar o feito que apenas outras três seleções conseguiram na história da competição, a última delas há exatos 40 anos.

Para alcançar essa marca, no entanto, os anfitriões terão grandes adversários pela frente e alguns deles figuram entre os principais favoritos ao próximo caneco da Euro. No conceituado site de apostas esportivas Betano, a Inglaterra é quem mais tem chances nas apostas do Euro 2024 de levar o inédito troféu para casa, cotada a 4,50. Logo depois vem a bicampeã França, com odds a 5,00. Só então aparece a Alemanha, com valores a 7,00.

Mas, afinal, quais foram os três países que já comemoraram o título da maior competição continental de seleções do planeta em casa? Uma dica: todos também já foram campeões do mundo pelo menos uma vez.

Espanha

Palco da segunda edição da Eurocopa, em 1964, a Espanha foi a primeira anfitriã a conquistar o torneio diante de seus torcedores. Vale destacar, porém, que naquela época as primeiras fases eram disputadas em jogos de ida e volta nas casas dos países envolvidos e somente a partir das semifinais havia uma sede fixa.

Com isso, a Espanha jogou as últimas duas partidas no Santiago Bernabéu, em Madri, batendo a Hungria por 2 a 1 na prorrogação e a União Soviética pelo mesmo placar, mas no tempo normal. Atualmente, os espanhóis são tricampeões do torneio, possuem um Mundial e uma medalha de ouro Olímpico, tendo perdido a chance do bi para o Brasil nos Jogos de Tóquio, em 2021.

Itália

Já na edição seguinte, a terceira na história da Euro, os italianos se tornaram os segundos a soltar o grito de campeão em território próprio. Naquele ano de 1968, o torneio teve um formato parecido com o de quatro anos antes, e as fases finais foram disputadas nos estádios Olímpico (Roma), San Paolo (Nápoles) e Comunale (Florença).

Depois de um empate por 0 a 0 com a União Soviética no tempo normal e na prorrogação, a Itália se classificou à decisão da maneira mais anticlímax possível: no lançamento de uma moeda, o famoso cara ou coroa. Isso porque naquela época ainda não existia a decisão por pênaltis, que só foi introduzida oficialmente dois anos depois.

Na decisão, disputada em dois jogos em Roma, os donos da casa levaram a melhor na bola, com um empate por 1 a 1 e uma vitória por 2 a 0. Depois disso, a ‘Azzurra’ só voltou a conquistar a Euro na última edição, em 2020 (mas realizada em 2021), batendo a Inglaterra em pleno Wembley, em Londres.

alemanha-tentara-ser-a-quarta-selecao-a-conquistar-a-euro-em-casa-1
Alemanha tentará ser a quarta seleção a conquistar a Euro em casa 1 (Foto: Reprodução/Internet)

França

A terceira e última seleção até hoje a conquistar uma edição da Eurocopa dentro de casa foi a França. Isso aconteceu em 1984, há exatas quatro décadas, desta vez com a competição sendo realizada do começo ao fim em um único país. Para aquela edição foram escolhidos sete estádios, nas cidades de Estrasburgo, Nantes, Lens, Saint-Étienne, Lyon, Marselha e a capital Paris.

Classificados para as semifinais com 100% de aproveitamento na fase de grupos, os franceses foram à prorrogação contra Portugal e venceram por emocionantes 3 a 2, no Stade Vélodrome, em Marselha. A decisão foi no Parques do Príncipes, estádio do PSG, onde Platini e Bellone marcaram os gols do título.

A França voltou a ser campeã somente em 2000 ao bater a Itália na morte súbita com um gol de ouro de Trezeguet aos 113 minutos da prorrogação. Já em 2016, os Bleus perderam a chance de faturar o tri dentro de casa, caindo para Portugal de Cristiano Ronaldo e Éder, o herói improvável que marcou o tento histórico já no tempo extra dentro do Stade de France, em Saint-Denis.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!