25 anos sem Renato Russo: conheça o legado do líder da Legião Urbana

Há 25 anos Renato Russo deixava milhares de fãs de luto ao redor do mundo. O cantor, líder do Legião Urbana, tinha apenas 36 anos de vida e 18 de carreira quando faleceu.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Mesmo após tantos anos, hits escritos pelo músico seguem fazendo sucesso, já que são atemporais. Escrita em 1978, “Que País é Esse” só foi gravada em 1987. Outra canção de Renato que aborda momentos sociais e políticos do Brasil foi “Geração coca-cola”, em 1980.

Renato Russo
Renato Russo esteve à frente do Legião (Imagem: Divulgação)
publicidade

Já em seu quarto álbum no comando do Legião, Russo trouxe “As Quatro Estações”, em 1989. Ele ainda mostrou aos fãs sucessos como “Tempo Perdido”, “Índios” e “Quase Sem Querer”, todas de 1986. Ainda teve “Pais e Filhos”, em 1989, que retrata relações familiares abaladas. Já em 1991, Russo escreveu a triste canção “Vento no Litoral”, do álbum “V”.

Vale lembrar que Renato irá ganhar um livro que contará detalhes inéditos sobre a sua vida pessoal e profissional. “Renato é poeta?”, foi o questionamento que inspirou a pesquisa de Julliany Mucury, responsável pelo livro “Renato, o Russo”.

publicidade

O livro mergulha de maneira extraordinária em toda a trajetória de um dos maiores poetas e cancionistas da história da música brasileira.

Este livro vai desvendar as múltiplas qualidades e significados, responsáveis por formar as personalidades de Renato. Para formar o livro inédito, foram mais de dez anos de muita pesquisa, coletas de dados e análises da obra do jovem poeta. A pesquisadora consegue contar histórias detalhadas tanto da vida profissional do cantor, como também pessoal.

“Renato, o Russo”, é editado pela Garota FM Books e está em uma campanha de financiamento coletivo pelo Catarse até esta segunda, 11 de outubro. Este novo livro também irá celebrar o legado do cantor de Legião Urbana em outubro, quando faz 25 anos de sua morte.

publicidade

A capa do libro é assinada pelo artista plástico Alex Moraes e será impresso em três cores: laranja, roxa e preta.

O Renato Manfredini Jr. escreve para nós. E o que ele quer nos dizer? Para responder a isso, eu fui em busca de 29 letras de autoria exclusiva do Renato, algumas delas descobertas há pouco tempo, e que dizem muito. Dá para a gente traçar um grande legado poético do Renato e o legado que ele quis deixar como mensagem, algo importante para ele, que se preocupava muito com as palavras”, revela Julliany.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Guinho Santos
Formado em Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências Salvador, Guinho Santos escreve sobre o mundo dos famosos há mais de dez anos. Tem experiência em cobertura de realitys shows, bastidores da música, TV e novelas. Ao longo da carreira, trabalhou com rádio e foi apresentador na web, além de ter experiência também como Social Media e agora está junto do Mix Me!
Veja mais ›
Fechar