Terra e Paixão: Final tem tragédia, casamento, parto e desfecho

terra-e-paixao-final-tem-tragedia-casamento-parto-e-desfecho
Final de “Terra e Paixão”: tragédia, casamento, parto e desfechos.(Foto: Reprodução/internet)

Terra e Paixão“, novela da Globo, se encaminha para um final leve, celebrando o amor de Aline (Barbara Reis) e Caio (Cauã Reymond) com um casamento e o nascimento de gêmeos. Apesar da alegria, a tensão persiste com a fuga cinematográfica de Antônio (Tony Ramos), personagem marcado pela ambiguidade. O desfecho de Antônio, envolto em mistério, foi gravado em quatro versões diferentes, segundo declarações de Tony Ramos.

Paralelamente, Irene (Gloria Pires), a vilã da trama, demonstra sua resiliência ao escapar da cadeia mais uma vez, mantendo a novela em alta tensão. Os autores optaram por não incluir julgamentos dramáticos no final, diferentemente de “O Outro Lado do Paraíso“, também de Walcyr Carrasco, onde a vilã Sophia (Marieta Severo) termina presa.

A novela também destaca o casal Ramiro (Amaury Lorenzo) e Kelvin (Diego Martins), sugerindo um final feliz para eles e indicando sua relevância na trama. A celebração final, que pode incluir o casamento deste casal, ocorrerá em um show de Michel Teló no bar Naitandei.

Terra e Paixão“, escrita por Walcyr Carrasco e Thelma Guedes, se passa na cidade fictícia de Nova Primavera, em Mato Grosso do Sul. A trama, que começou em maio de 2023, chegará ao fim nesta sexta-feira, abrindo espaço para a estreia do remake de “Renascer” no horário nobre da Globo.

Lucinda, Odilon e Ademir foram recebidos em pré-assembleia do Sicoob

A novela “Terra e Paixão” destacou o papel do Sicoob em Nova Primavera, mostrando como a cooperativa financeira se integra à comunidade. O Sicoob, com mais de 4,6 mil pontos no Brasil, se caracteriza pelo atendimento justo e preocupação socioambiental.

Em uma cena marcante, Maíra e Ivaldo do Sicoob conduzem uma pré-assembleia, onde cooperados como Lucinda (Débora Falabella), Odilon (Jonathan Azevedo) e Ademir (Charles Fricks) discutem pautas importantes. Lucinda sugere usar parte dos resultados para instalar placas solares na escola e limpar o rio local, ideias que Maíra considera perfeitas para levar à Assembleia Geral.

As assembleias do Sicoob são fundamentais para a participação ativa dos cooperados nas decisões estratégicas. Aqui, cada membro tem direito a um voto, independentemente do número de cotas capital possuídas. Em 2023, a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da cooperativa Credicitrus registrou um recorde de mais de 56 mil participações online.

O Sicoob se diferencia dos bancos tradicionais pela distribuição dos resultados financeiros entre seus cooperados. Estes retornos são proporcionais à participação de cada um nas cotas capitais e podem ser em forma de dividendos, juros sobre as cotas ou reservas e fundos. Ao contrário de um investimento comum, a cota capital visa fortalecer a cooperativa e promover o desenvolvimento da comunidade.

Em “Terra e Paixão“, o Sicoob é apresentado como uma instituição que valoriza a democracia e a governança cooperativa, reforçando a importância da participação coletiva e do compromisso com o bem-estar comunitário.

Veja também:

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!