Karol Conká critica Thelma Assis e causa revolta nas finalistas do BBB 20 

Karol Conká, do grupo Camarote, está sempre se comparando aos participantes do Big Brother Brasil edição 20! No entanto, a cantora foi longe demais ao criticar a postura da campeã da última edição do BBB, Thelma Assis. 

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Em conversa com brothers no quarto do líder do BBB 2021, a cantora comparou a sua vivência com a de Thelma. 

“Eu fico muito preocupada porque o Brasil é um país racista e eles [brasileiros] adoram botar o pretinho no chinelo, botar o pretinho lá embaixo, entendeu?”, disse ela. “Quem protegeu a Thelma na outra edição foi Manu [Gavassi], Rafa [Kalimann] e ela mesma. Só que ela não conseguiu, sozinha, se proteger”, completou. 

publicidade

A integrante do grupo Camarote ainda disparou: “Ela tinha que ter as amigas brancas por ela. Eu não tenho amigas brancas aqui por mim”.

Revolta das finalistas do BBB 20

Ao ver a fala da participante do BBB 21, Rafa Kalimann e Thelma Assis logo se pronunciaram e detonaram o comportamento de Conká. 

publicidade

Rafa, segunda colocada do BBB20, foi a primeira a se manifestar. A influencer usou seu Twitter para se posicionar.

A Thelma chegou onde chegou porque é forte, soube respeitar e se posicionar, fez um jogo lindo e de muito orgulho, REPRESENTOU. Esse mérito é dela. Não aguento mais ouvir os absurdos vindos dessa mulher. Nem tente se comparar com a postura e índole da @thelminha. Que vergonha!”, escreveu ela ao compartilhar o vídeo do momento em que Karol Conká falava de Thelma.

Em seguida, ela publicou um novo Twitter: “Karol conka é VAZIA”. E ainda disparou em outra publicação: “Agora eu vi mesmo, a participante de reality que mais está causando revolta e rejeição no Brasil por ser tão desumana falando da CAMPEÃ DA ÚLTIMA EDIÇÃO! Agora eu tremi aqui pra valer viu”.

publicidade

Thelma também se manifestou em seu perfil no Twitter, afirmando que foi a sua coerência que lhe protegeu: “Em minha vida eu ocupei todos os espaços que desejei ocupar provando para as pessoas que caráter e boa índole não tem cor. Quem me protegeu lá dentro foi a minha coerência, foi a minha consciência negra de jamais oprimir um dos meus, ao contrário do que tem sido feito”, rebateu a médica.

“Tá na hora de acordar para o jogo e parar de se comparar com a galera do ano anterior. Quem nasceu pra 21 nunca será 20”, acrescentou Thelma.

Veja as publicações!

publicidade

publicidade

publicidade

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade

 

Layne Bispo é formada em Administração pelo Centro Universitário UNIFG. Atua com produção de conteúdo para web há 5 anos e possui experiência nos nichos de entretenimento, educação, finanças e automobilismo. Atualmente dedica-se a redação do portal Mix Me, produzindo news sobre o mundo da música e cultura pop de um modo geral.

Veja mais ›
Fechar