Ignácio Luz revela planos após sucesso de Nando Galego em “Terra e Paixão”

Ignácio Luz emplacou sete composições na trilha sonora de "Terra e Paixão"
Ignácio Luz emplacou sete composições na trilha sonora de “Terra e Paixão” (Foto: Reprodução/Instagram)

O ator Ignácio Luz estreou na TV com o personagem Nando Galego, de Terra e Paixão, exibida na TV Globo. Na trama, o ator interpreta um cantor que sonha em se firmar como músico em Viamão, na região de Porto Alegre.

Além de atuar, o gaúcho de 28 anos também está na trilha sonora da novela das 21h com a música “Pensa Bem”, parceria com Pedro Guedes e Reno Duarte. Mas não parou por aí! O diretor Luiz Henrique Rios gostou tanto das composições do artista que selecionou outras seis composições. Com o reconhecimento de seus talentos, nós, da MixMe!, batemos um papo bem descontraído com o artista. Confira:

Como surgiu o convite para atuar em Terra e Paixão?

Há alguns anos, eu cantei uma música autoral em um evento com poucas pessoas no Rio de Janeiro. Dois rapazes me assistiram (que futuramente viriam a ser o diretor e o produtor de elenco da novela) e depois me procuraram nas redes sociais, dizendo que ficaram com minha música na cabeça. Anos depois, esse papel na novela surgiu e eles lembraram do meu nome.

Ainda assim, quando fui fazer o teste, me pediram pra cantar um verso, sem falarem para o que era especificamente. Eu realizei de forma despretensiosa, pouco depois fui informado que seria para a novela. Acho que ter feito o teste sem pressão foi o motivo que fez com que eu tenha passado e essa foi uma das melhores sensações da minha vida.

"Terra e Paixão" marca a estreia de Ignácio Luz
“Terra e Paixão” marca a estreia de Ignácio Luz (Foto: Reprodução/Divulgação

Qual cena da novela foi a mais difícil para você gravar até agora?

Essa é minha primeira experiência televisiva, então, tudo tem sido bem novo pra mim. Acredito que não tive grandes dificuldades, mas sim um nervosismo, principalmente com as cenas que gravei com artistas que admiro muito. Estar ao lado de Tony Ramos, Glória Pires, Tatá Werneck, é muito surreal.

Além deles, gravei algumas cenas com grandes cantores da música brasileira como a Ana Castela e até recebemos visita do Chitãozinho e Xororó. A produção desses momentos, no meu caso, exigiram muito mais concentração, pois você sabe que está contracenando com pessoas incríveis da televisão, com décadas de experiência. De qualquer forma, tenho ganho os melhores aprendizados que eu poderia conquistar.

Como avalia a repercussão do seu personagem perante o público?

Acredito que a vida do Nando Galego, personagem que eu interpreto, pode refletir a vida de muitos outros brasileiros. O Nando vive no interior, é um homem que tem muitos sonhos. Conhece o campo, mas quer viver da música e não de qualquer uma. Ele quer ser conhecido “com embasamento”, sabe?

Com letras que não sejam descartáveis, que falem sobre histórias de vida e isso pode ser um fator comum entre muitos artistas, inclusive comigo mesmo. Acredito que eu e ele somos muito parecidos em vários aspectos, principalmente na vontade de ser reconhecido através da música e atingir o Brasil inteiro, escrevendo canções que façam parte de outras trajetórias.

Pensa em fazer novas novelas?

Com certeza! A minha vontade é mostrar cada vez mais o meu trabalho e superar as minhas capacidades. Tenho o desejo de fazer muitos outros papéis, principalmente de um personagem que seja muito distante de quem eu sou, encarar o desafio de interpretar uma pessoa muito diferente de mim. Além da atuação, gosto muito de dançar. Creio que neste próximo momento, o meu propósito é me dedicar ao meu próximo projeto, que soma música e dança. Não tenho dúvidas que irá surpreender o público tanto quanto os meus próximos papéis.

Além de ator e cantor, Ignácio Luz também tem uma fazenda com criação de pôneis
Além de ator e cantor, Ignácio Luz também tem uma fazenda com criação de pôneis (Foto: Reprodução/Instagram)

Como surgiu o seu amor pela música sertaneja?

Acredito que a minha questão com a música é mais profunda. É algo semelhante a um “chamado”. Sempre tive a parte musical muito presente em mim, é uma coisa de alma. Já o gênero sertanejo tem muito a ver com a minha criação, o lugar onde vivi.

Eu sou gaúcho e no Sul, tive muita vivência rural, então, desde pequeno, frequentei lugares e convivi com pessoas que se identificavam muito com a música sertaneja. Levei todas essas experiências para a vida e creio que tudo isso motivou a minha paixão por esse estilo. Também aprendi a tocar sanfona e violão, por influência do meu pai, pois o via tocar quando criança.

Desde então, acompanhei artistas com essa mesma musicalidade como Zezé Di Camargo e Luciano, Luan Santana, Marília Mendonça e procuro, assim como muitos outros artistas, fazer na minha trajetória algo parecido com o que fizeram: produzir músicas que não apenas sejam lançadas, mas que se tornem um marco nacional.

Com quais artistas você sente vontade de fazer feats?

Admiro muitos músicos do cenário brasileiro, mas, creio que se pudesse escolher fazer algo com artistas específicos, seria Chitãozinho e Xororó. Eles têm músicas emblemáticas, carreira sólida e uma constância de sucessos que é o sonho de qualquer artista. Além deles, gosto muito do trabalho da Simone Mendes, adoraria colaborar com ela e com a Ana Castela, que passei a admirar ainda mais depois das gravações.

Também não poderia deixar de citar Luís Miguel, que é o meu grande ídolo na música. É um cantor mexicano e por mais que não tenha relação com o sertanejo e cante música latina, é um artista que faz as pessoas se identificarem, que se entrega a cada trabalho. É exatamente essa admiração que espero que o público tenha comigo.

Ignácio Luz contou seus planos para o futuro
Ignácio Luz contou seus planos para o futuro (Foto: Reprodução/Instagram)

Como é atuar na maior parte das cenas em um núcleo cômico?

O elenco começou a gravar no Mato Grosso do Sul, as primeiras cenas foram lá. Eu optei, por conta própria, acompanhar todo o processo dessas primeiras gravações. Fui no set todos os dias, fiquei no mesmo hotel do elenco, creio que isso ajudou muito em tornar as nossas cenas mais leves e me dar autoconfiança. Então, os momentos cômicos se tornaram divertidos, são cenas legais de fazer, pois construímos esse carinho uns pelos outros.

Qual final feliz daria para o seu personagem?

Preciso dizer que tenho absoluta certeza de que Walcyr Carrasco dará o melhor fim para o meu personagem, porém, é claro que se pudesse escolher, gostaria que Nando Galego fosse feliz e realizasse todos os seus sonhos. Ele é, acima de tudo, uma pessoa dedicada e acredito que mereça ter todas as suas vontades realizadas. Espero que esse seja não somente o seu destino, mas de todas as pessoas que se identificam com a sua história.

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!