Alexandre Correa sai vitorioso de embate judicial

alexandre-correa-sai-vitorioso-de-embate-judicial
Alexandre Correa tem uma vitória judicial no caso da guarda do filho com Ana Hickmann. (Foto: Reprodução/internet)

Na tarde desta quinta-feira (01), a jornalista Fábia Oliveira, do Metrópoles, revelou exclusivamente os desdobramentos de uma disputa judicial entre Ana Hickmann e seu ex-marido, o empresário Alexandre Correa. A disputa gira em torno da guarda do filho do casal, Alexandre Jr., ainda menor de idade. O site informou que o Ministério Público recusou o pedido de Ana Hickmann para obter a guarda unilateral do filho.

Ana Hickmann iniciou o processo logo após a divulgação de um incidente de violência doméstica por parte de Alexandre Correa, em novembro do ano passado. A apresentadora do “Hoje Em Dia”, ao acusar o empresário de ser explosivo e agressivo, solicitou a guarda exclusiva de seu filho de 9 anos. Após quase três meses de disputa legal, a situação do pedido de guarda recebeu uma atualização.

De acordo com Fábia Oliveira, o Ministério Público de São Paulo decidiu que não era apropriado conceder a guarda unilateral do menor a Ana Hickmann. A modelo havia argumentado que Alexandre Correa apresentava comportamento explosivo e manipulativo, sugerindo que a presença do pai deveria ser monitorada para garantir a segurança do filho.

O Ministério Público, considerando as acusações, concluiu que não se justifica a concessão da guarda unilateral a Hickmann, já que ela efetivamente já detém a guarda do filho. A decisão do MP também destacou que não houve indicação de ameaça direta à guarda da criança. Fábia Oliveira lembra, entretanto, que esta manifestação do MP não representa a decisão final do caso.

Alexandre Correa fala sobre carro apreendido

Na noite de quarta-feira (31/1), a coluna de Fábia Oliveira obteve acesso exclusivo a um áudio de Alexandre Correa. Nele, o ex-marido de Ana Hickmann se pronuncia sobre a possibilidade de apreensão de um carro registrado em seu nome devido a uma dívida não paga. “Foi de consórcio contemplado“, afirmou ele, clarificando a origem do veículo.

Quanto à busca e apreensão, esse carro foi um presente para a minha [ex] cunhada, Isabel Hickmann. Ela utiliza o carro e teria a responsabilidade de pagar as parcelas, visto que a cota do consórcio está no meu nome”, Alexandre Correa detalhou sobre a situação.

Ele continuou, especificando a natureza da dívida: “Então, foi um consórcio contemplado, que eu, generosamente, cedi à irmã da Ana, há um ano e meio. Já havia pagado quase R$ 40 mil no carro, e ela assumiu a responsabilidade de continuar com os pagamentos”.

Correa enfatizou

Ao concluir seu depoimento, Correa enfatizou que não faz uso do Honda Fit, ano 2019. “Parece que ela não cumpriu com [o pagamento], resultando na busca e apreensão do carro. Embora esteja no meu nome por causa do consórcio, não utilizo esse veículo”, afirmou.

O pedido de busca e apreensão foi registrado no Tribunal de Justiça de São Paulo, em 25 de janeiro. Conforme a Justiça, Alexandre ainda tem uma dívida de R$ 32.422,57 com a operadora do consórcio. A ação, que tramita em segredo de justiça, teve seus detalhes divulgados pelo colunista Ancelmo Gois, do O Globo.

Veja também:

Siga-nos nas nossas redes sociais e não perca nenhuma novidade em primeira mão!

Temos uma super novidade! Agora também lançamos um canal incrível no YouTube, recheado de entrevistas e bate-papos exclusivos para os nossos seguidores.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Quer ficar por dentro de tudo em primeira mão? Junte-se ao nosso canal do MixMe no WhatsApp e mergulhe no mundo do entretenimento 24 horas por dia! Participe e compartilhe as nossas notícias!