Taylor Swift bate mais um recorde impressionante no Spotify

Desde que lançou, em novembro deste ano, uma nova versão do seu álbum ‘Red’, Taylor Swift tem alcançado números impressionantes nas plataformas de streaming. Principalmente, no Spotify, onde a cantora norte-americana acaba de bater mais recordes.

publicidade
Taylor Swift
Taylor Swift bate mais um recorde no Spotify com sua nova versão de ‘Red’. Foto: divulgação

A faixa “All Too Well”, uma das mais comentadas e elogiadas pelos fãs da cantora, se tornou a canção mais longa a alcançar o topo do ranking Top 75, do Spotify Global. O recorde também foi batido na Billboard Hot 100, a principal para musical do mercado dos Estados Unidos.

publicidade

Além disso, com o relançamento do disco, Taylor se tornou a artista feminina com o álbum mais transmitido em um dia na plataforma de streaming. Alcançando mais de 90,8 milhões de streams no primeiro dia e ao todo, até agora, mais de 122 milhões de reproduções.

Com esse número a cantora bate o próprio recorde, que anteriormente pertencia ao álbum “Folklore”, lançado em julho de 2020. O registro detinha a marca de 78,7 transmissões.

publicidade

‘Red (Taylor’s Version)’ é uma regravação do álbum lançado em 2012 e que representou um marco na carreira da cantora. Finalizando a sua transição definitiva do country para o pop. A obra é composta de 30 faixas, sendo 9 inéditas. Ainda há as participações de Phoebe Bridgers, Chris Stapleton, Ed Sheeran e Gary Lightbody.

O registro faz parte de uma série de regravações que Taylor Swift está fazendo para ter o controle criativo de sua discografia, atualmente nas mãos do empresário Scooter Braun. A artista já lançou uma nova versão do álbum Fearless, de 2008 e pretende relançar as músicas de todos os projetos entre o primeiro  ‘Taylor Swift’ (2006), até o ‘Reputation’ (2017).

No anúncio do relançamento de ‘Red (Taylor’s Version)’, feito em seu perfil no Instagram, Taylor falou de como vê um dos trabalhos mais importantes da sua carreira:

publicidade

“Eu sempre disse que o mundo é um lugar diferente para aqueles que têm o coração partido. Por isso, musicalmente e liricamente, ‘Red’ se parece uma pessoa com o coração partido. Estava em todo lugar, um mosaico fragmentado de sentimentos que, de alguma forma, se encaixaram no final. Feliz, livre, confuso, solitário, devastado, eufórico, selvagem e torturado por memórias do passado”. contou a autora de “I Knew You Were Troble”.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Rafael Lima

Jornalimo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Possui passagem por assessoria de comunicação e produção de críticas musicais desde 2020 em redes sociais. Apaixonado pelo universo e cultura pop, pesquisa e produz conteúdo para o nicho desde 2019.

Veja mais ›
Fechar