Ruby fala sobre empoderamento ao lançar EP: ‘Vai além do prazer e da dor’

Aos 26 anos, a mineira Camila Gomes, conhecida como Ruby, é a nova aposta da Universal Musical. Ela bateu um papo com o MixMe diretamente dos Estados Unidos. Lançando o EP “50 Tons de Preta”, a artista mostra letras de representatividade ao lado de um pop radiofônico e o R&B bem intenso.

publicidade

Na conversa, ela revelou com quem gravaria um feat, se tem a sua canção favorita no trabalho musical lançado, e também revelou detalhes da turnê, que deve estrear em breve.

Cantora Ruby, de 26 anos, lança EP '50 Tons de Preta' e fala sobre música e representatividade (Foto: Yasmin Dib/Divulgação)
Cantora Ruby, de 26 anos, lança EP ’50 Tons de Preta’ e fala sobre música e representatividade (Foto: Yasmin Dib/Divulgação)
publicidade

“Podem esperar representatividade. Eu iniciei minha carreira na igreja e, desde então, tive planos alterados na minha vida. Do Direito que eu achava que era apaixonada, percebi que a música com letras impactantes gritavam mais forte em mim”. 

Leia a entrevista completa

O que as pessoas que acabaram de te conhecer podem esperar de seus trabalhos?

Olha, eu sou uma mulher sonhadora. Nasci em Minas, tenho menos de 30 anos. Então, me considero jovem (risos). Elas podem esperar representatividade. Eu iniciei minha carreira na igreja e, desde então, tive planos alterados na minha vida. Do Direito que eu achava que era apaixonada, percebi que a música com letras impactantes gritavam mais forte em mim.

publicidade

Como surgiu a ideia de lançar o EP “50 Tons de Preta”?

Na verdade, estávamos segurando esse EP pouco antes da pandemia “estrondar” no Brasil e no mundo. Para mim, ele é mais do que uma estética com representatividade feminina e negra. A ideia é mostrar que tudo vai além do prazer e da dor. Inclusive, o título inicial dele era “Dor e Prazer”. Mas, resolvi lançar esse projeto por conseguir passar por diversos locais em que me posiciono e falam muito sobre mim.

Cantora Ruby, de 26 anos, lança EP '50 Tons de Preta' e fala sobre música e representatividade (Foto: Yasmin Dib/Divulgação)
Cantora Ruby, de 26 anos, lança EP ’50 Tons de Preta’ e fala sobre música e representatividade (Foto: Yasmin Dib/Divulgação)
publicidade

Você é uma mulher nega e empoderada. Já vivenciou o contrário disso?

Totalmente. A Faixa “A Chefe” do projeto mostra muito sobre mim, assim como as outras músicas. Eu prefiro nem mencionar situações trágicas que já vivenciei em relação a isso. Mas, uso da minha própria dor e experiência para dar capítulos e letras ao próximo.

Você tem alguma música favorita no EP?

publicidade

Amo todas. Mas, acredito que músicas estejam ligadas ao momento que estamos. Acredito que eu esteja em uma vibe de “Sem Você Aqui”. Me representa muito atualmente (risos).

Com quais artistas do Brasil você gravaria feats?

São tantos. Eu admito a vontade de gravar um álbum só com cantores pretos. Imagina que massa que não seria um projeto com Iza, Carlinhos Brown, Alexandre Pires e uma intensa mistura da representatividade negra em um só trabalho musical.

publicidade

Podemos esperar por uma turnê?

Com certeza. A ideia é fazer um show cercado de alternativas para divertir o público. Venho organizando isso e pensando em cada detalhe com muito carinho e dedicação.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Rafael Carvalho

Redator e repórter de entretenimento

Veja mais ›
Fechar