Preta Gil vai lançar música ao lado do filho, Fran; saiba detalhes

Há pouco mais de um ano afastado da música, a cantora Preta Gil está preparando seu retorno de maneira especial. A artista vai lançar nesta sexta-feira (6), o single Meu Xodó, uma parceria com seu filho, Francisco Gil.

publicidade
Preta Gil e Fran na capa de Meu Xodó (Reprodução)
Preta Gil e Fran na capa de Meu Xodó (Reprodução)

Em seu perfil do Instagram, Preta compartilhou um pequeno trecho da música, para dar um gostinho aos seguidores. Na capa, a artista aparece toda produzida e demonstrando seu o amor materno.

publicidade

“Hoje eu acordei com alegria, descalço, na areia, de frente pro mar/ Fechei os meus olhos pra sentir o vento levar/ Todo o mal pra longe daqui/ Pra tudo o que é bom chegar/ Que hoje eu só quero sorrir/ Hoje eu quero te encontrar”, diz uma parte da música.

O notícia do lançamento encantou amigos e seguidores da filha de Gilberto Gil que celebraram nos comentários da postagem. “Amo demais! Que espetáculo”, escreveu a influenciadora Tia Má. “QUE LINDO MAMÃE ❤️”, celebrou Pabllo Vittar. “Aí q delícia de música ❤️”, reagiu outro seguidor.

Leia também: Novos rumos! Priscilla Alcântara deixa o gospel para se dedicar ao pop

publicidade

A produção chega ao mercado digital através do selo fonográfico Blacktape, responsável por divulgar o primeiro álbum solo de Francisco, que agora assina com o nome artístico de Fran. Intitulado Raiz, o álbum tem tido um ótimo reconhecimento da crítica e de público.

Trilhando sucesso

Caminhando para se tornar um dos destaques da MPB atual, Fran tem colecionado elogios em tudo o que tem lançado nos últimos anos. Depois de se juntar ao tio e primo no projeto Os Gilsons, ele agora segue carreira solo.

publicidade

Em Raíz, Fran apresenta parcerias recheadas de afeto e significados com artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Ruxell e Passopusso. Em entrevista ao site Observatório da Música, ele afirmou que pediu licença aos seus orixás para lançar as canções onde fala de ancestralidade.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“A primeira coisa que eu fiz assim que eu compus as canções foi levar para o meu terreiro e pedir autorização para os meus orixás. Algumas músicas do álbum foram canções que surgiram de uma forma completamente mágica, uma delas “coração tambor”, foi quase que psicografada, foi uma canção que simplesmente saiu e eu fui realmente compreendê-la num segundo momento. O “Epa Babá”, a saudação à Oxalá fez todo sentido naquele momento, porque foi uma canção que nasceu da necessidade de falar de ancestralidade no sentido mais primordial e primário”, disse.

 

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade

Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.

Veja mais ›
Fechar