Polícia interrompe show de Gusttavo Lima e cantor nega acusações

A coisa ficou séria para o cantor Gusttavo Lima, na noite da última sexta-feira (06). O sertanejo teve seu show em Orlando, nos Estados Unidos, interrompido pela Polícia local. 

publicidade

Mas ao que tudo indica é que o motivo pelo qual a polícia encerrou o show não foi por culpa do cantor. O show que tinha mais de 5 mil fãs do sertanejo foi interrompido devido a um incidente que aconteceu na rua onde o evento estava acontecendo.

Gusttavo Lima
Polícia interrompe show de Gusttavo Lima e cantor nega acusações (Imagem: Reprodução/web)
publicidade

Após repercussões e acusações de que Gusttavo Lima tinha saído do show às pressas e em um helicóptero, a assessoria do cantor emitiu uma nota e explicou tudo o que aconteceu de verdade:

O cantor Gusttavo Lima fez 1h40 de show em Orlando na noite dessa sexta-feira (06). Ocorre que houve um incidente de trânsito na rua e, por conta disso, a polícia pediu para que ele cantasse somente mais três músicas. O artista não saiu correndo do local e, muito menos, de helicóptero”, iniciou o comunicado.

“Atendeu todos os fãs e convidados no camarim, onde permaneceu por mais de uma hora após o show. Inclusive, o cantor atendeu o público até mesmo após entrar em um veículo para saída do local, conforme imagens divulgadanas redes sociais“, afirma a assessoria do cantor sertanejo.

publicidade

Influencer aponta falta de segurança como motivo do show ter parado

Nas redes sociais, muitas pessoas que moram no Estados Unidos e que foram para o show do cantor Gusttavo Lima comentaram sobre o ocorrido.

Algumas pessoas afirmaram que o motivo pelo qual a polícia interrompeu o show foi devido a falta de segurança do local.

publicidade

“De acordo com a influencer Mel USA, durante a apresentação aconteceram várias brigas entre o público, pois muitas pessoas tentando entrar na área VIP do evento. É possível ver uma movimentação neste sentido em um vídeo compartilhado por ela”.

Fonte: PuerPeople

Ainda de acordo com a influencer, os seguranças do local não eram habilitados para a função e usavam tasers (arma de eletrochoque) para conter a confusão.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Layne Bispo é formada em Administração pelo Centro Universitário UNIFG. Atua com produção de conteúdo para web há 5 anos e possui experiência nos nichos de entretenimento, educação, finanças e automobilismo. Atualmente dedica-se a redação do portal Mix Me, produzindo news sobre o mundo da música e cultura pop de um modo geral.

Veja mais ›
Fechar