No BBB 22, Naiara Azevedo tenta “amenizar” situação e Linn da Quebrada rebate

Durante uma conversa ocorrida nesta madruga de quinta para sexta-feira (20-21), Naiara Azevedo falou que não enxergou em Linn da Quebrada, o seu gênero, quando ela entrou na casa do BBB 22, no inicio da tarde desta quinta.

publicidade
BBB Naiara Linn
Naiara Azevedo fala que não enxerga gênero de Linn da Quebrada e a cantora e atriz a corrige. Foto: reprodução Globo.

“Ela não chegou aqui nem como mulher, nem como trans, ela chegou aqui como gente!”, afirmou Naiara. Imediatamente, a sertaneja foi corrigida por Linn: “E como travesti!”, respondeu. Em seguida, Naiara tentou se explicar: “Mas eu não te olhei diferente em hora nenhuma. Você me veio com uma energia boa”, declarou.

publicidade

Na conversa, Linn falou sobre a importância de ser uma mulher trans, participando do reality 10 anos após Ariadna Arantes, até então a única pessoas transgênero a participar do BBB.

“Eu quero que me vejam como uma travesti também porque é importante! Faz 10 anos que isso aqui não tem uma pessoa trans. 10 anos que não se apresenta um corpo travesti nesse reality. E quando se apresentou, saiu na primeira semana. E quando eu faço isso, eu continuo o legado de Ariadna”, explicou Linn da Quebrada.

Leia também:

publicidade

Ainda durante a última madrugada do BBB, Rodrigo, do grupo pipoca, causou um mal estar na casa após se referir a uma mulher trans como ‘traveco’, em conversa com Eliezer. “O Eli, eu tô tentando dormir mas estou lembrando do pinto do traveco que você ficou com medo, irmão”, disse o empresário.

Logo,  Vinicius e Bárbara corrigiram o brother: “Isso aí já não é uma coisa legal que você está falando”, falou a sister. Algum tempo depois, Pedro Scooby explicou para Rodrigo o problema da sua fala.

publicidade

“Quando se tem muita maldade, as pessoas usam isso para machucar e afetar muita gente. E as pessoas (trans) que sofrem com isso, elas já não tem mais paciência. Então às vezes, elas tem umas atitudes, porque de fato não tem mais paciência para a paradas. Elas estão feridas”, contou o surfista.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Rafael Lima

Jornalimo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Possui passagem por assessoria de comunicação e produção de críticas musicais desde 2020 em redes sociais. Apaixonado pelo universo e cultura pop, pesquisa e produz conteúdo para o nicho desde 2019.

Veja mais ›
Fechar