Lollapalooza 2022: confira as homanagens a Taylor Hawkins no festival

Dias antes de se apresentar no Lollapalooza 2022, a banda Foo Fighters perdeu o baterista Taylor Hawkins. A morte do músico aconteceu na última sexta-feira (25) e a causa da morte ainda não foi divulgada. Após a noticia, a banda cancelou a participação no festival, mas as homenagens a Taylor Hawkins marcaram os três dias de shows.

publicidade
Taylor Hawkins
Lollapalooza 2022: confira as homanagens a Taylor Hawkins no festival (Reprodução)

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Foo Fighters (@foofighters)

publicidade

“A família Foo Fighters está devastada pela trágica e prematura perda de nosso amado Taylor Hawkins”, disse a banda nas redes sociais.

Uma das homenagens prestadas foi da cantora Miley Cyrus, que encerrou a segunda noite do festival. Amiga próxima de Taylor, a cantora se rendeu as lágrimas durante o seu show: “No dia que um raio atingiu meu avião, a primeira pessoa com que falei foi Taylor. Ele era meu amigo e já estava no local do show”, afirmou aos prantos.

publicidade

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Miley Cyrus (@mileycyrus)

publicidade

No sábado, o festival anunciou um tributo a Taylor Hawkins, que contou com as participações de Planet Hemp, Emicida, Criolo, Drik Barbosa, Bivolt, Rael, DJ Myack e DJ Kl Jay. O rapper Emicida iníciou o tributo:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Boa noite a cada um de vocês. Assim como todos nessa noite, nossos corações vibram e mandam as melhores energias pra família do Taylor e pra família Foo Fighters. Ontem foi um dia no qual nós nos divertimos, mas também foi um dia muito dificil de realizar nosso trabalho porque é muito dificil quando alguém que te inspira e te alegra parte pro outro plano. Todos nós na noite de ontem subimos aqui pensando no porquê a gente faz o que a gente faz. A razão de fazer o que a gente faz é o brilho no olho de vocês que recarrega o que a gente faz”, disse.

publicidade

O momento também  teve  manifestação política dos músicos: “Hoje, ele não. Ele não vai fazer a narrativa. Isso aqui é sobre amor, é sobre Taylor Hawkins. A gente vai fazer narrativa e falar de amor, porque é isso que vai salvar a gente”, pontuou Marcelo D2.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Milena Cerqueira

Formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), tenho interesse e experiência em jornalismo cultural, comunicação interna e assessoria de imprensa. Na área acadêmica, realizei pesquisa referente ao trabalho de conclusão de curso nas áreas de música e cultura pernambucana.

Veja mais ›
Fechar