Famosos lamentam a morte de Elizangela

famosos-lamentam-a-morte-de-elizangela
Famosos lamentam a morte de Elizangela. (Foto: Reprodução/Internet)

Na serena cidade de Guapimirim, no Rio de Janeiro, uma triste notícia ecoou nesta sexta-feira. Elizangela, uma venerada figura das artes dramáticas brasileiras, nos deixou aos 68 anos. O cenário artístico se despede de uma estrela que brilhou intensamente em várias gerações de telespectadores.

Um trágico adeus

Conforme informações veiculadas pela administração municipal, a atriz sofreu uma parada cardiorrespiratória. Apesar dos esforços incansáveis das equipes do SAMU, que prontamente a atenderam, a tentativa de reanimação foi infrutífera. A prefeitura expressou seu pesar: “A Prefeitura Municipal de Guapimirim, lamenta a morte da consagrada atriz. Esta é a segunda vez que o sistema de saúde do município atendeu Elizangela.”

O falecimento da atriz reverberou pelas redes sociais, onde fãs e colegas de profissão manifestaram seu luto e carinho. Gloria Perez, uma das maiores autoras de novelas da TV Globo, não escondeu seu sentimento de perda: “Amiga, inteligente, divertida, aquela atriz visceral, sonho de qualquer autor: vestia sem medo nem pudor a pele das personagens. Estou sem palavras”.

Internautas também se pronunciaram, deixando mensagens de despedida e tributos à sua beleza e talento. Uma seguidora rememorou: “Que tristeza! Icônica Elizangela nos deixou”. Outra acrescentou: “Que dó! Eu tô assistindo ela na novela Por Amor, acho ela tão linda, um corpo de dar inveja em muita novinha por aí. Que Deus a receba com muito amor”.

A dor da perda também foi sentida por amigos próximos, como evidenciado por um deles em uma publicação emocionante: “LUTO. Acabo de receber a notícia do falecimento da minha amiga @atrizelizangela . Além de ser uma excelente atriz, era declaradamente uma patriota, que amava incondicionalmente o seu pais. Meus sentimentos aos familiares. Que Deus conforte o coração de todos”.

Vida dedicada à arte

Elizangela do Amaral Vergueiro, uma carioca de coração e alma, iniciou sua jornada artística ainda na infância. Com apenas 7 anos já despontava seu talento na TV Excelsior, iniciando uma trajetória que a consagraria como uma das faces mais familiares da teledramaturgia nacional.

Décadas de dedicação à dramaturgia

Sua transição para a TV Globo em 1966 marcou o início de uma série de atuações memoráveis. Emilene, de “Pecado Capital” (1975), ficou eternizada na memória coletiva. Elizangela também brilhou em obras como “Jogo da Vida”, “Por Amor” e “Senhora do Destino”, demonstrando sua versatilidade como atriz.

A participação de Elizangela em “A Dona do Pedaço”, em 2019, reafirmou seu status como uma artista ímpar. Sua morte deixa um vazio na cena cultural, mas também um legado de obras que continuarão a inspirar e entreter gerações futuras.