Empresário de Dilsinho e Mumuzinho sofre preconceito em hotel no ES

O empresário Andriws Moraes, conhecido por gerir a carreira de artistas como Dilsinho, Mumuzinho e o grupo Menos é Mais, usou seu perfil do Instagram neste último domingo (23), para fazer uma denúncia de preconceito passado por ele e seus músicos.

publicidade
Andriws Moraes, empresário de Dilsinho e Mumuzinho
Andriws Moraes, empresário de Dilsinho e Mumuzinho, expôs situação sofrida por banda no Espirito Santo (Reprodução)

Através de uma grande texto, Andriws contou que estava hospedado com sua equipe no Hotel ibis Styles São Mateus, no Espírito Santo, quando percebeu que estava sendo tratado de uma maneira inconveniente.

publicidade

Andriws afirmou que o hotel retirou todos os itens que costumam estar nos frigobares dos quartos e foi preciso se direcionar a recepção para comprar água. Além disso, ele afirmou que, após chegar de um show na madrugada, foi informado que precisaria pagar a estadia no ato.

“Constrangedor e totalmente descabido uma rede que tem hotéis espalhados por todo o mundo ter, ainda hoje, essa postura“, declarou. “Eu disse que não levava carteira pro show e perguntei porque eu teria que pagar no ato. Ele [o recepcionista] respondeu que “bandas tem pagar na hora”, questionei de novo a atitude, ressaltei que isso era preconceito e ele finaliza “também não acho certo mas estou aqui só cumprindo ordens do gerente”, completou Andriws.

“Ele respondeu que ‘bandas tem pagar na hora’, questionei de novo a atitude, ressaltei que isso era preconceito e ele finaliza: também não acho certo mas estou aqui só cumprindo ordens do gerente”.

publicidade

O empresário não escondeu sua revolta e revelou que esta não é a primeira vez que passa por algo parecido. Ele destacou que muitos hotéis nos últimos anos têm decidido fazer uma “limpa” no quarto destinados à grupos musicais: “Muitas vezes nem um simples amendoim deixam nos quartos destinados a nós”.

“Se de fato existe ou existiu esse comportamento por parte das bandas, seja de pagode ou não, cabe aos hotéis cobrarem das produtoras que se responsabilizaram pelas reservas e essas repassam para os escritórios o débito em aberto, simples assim. Agora ser tratado dessa forma é totalmente descabido e constrangedor! Nós da música temos que sempre relatar esse tipo de atitude!”, escreveu.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.

Veja mais ›
Fechar