Daniela Mercury regrava Milla, clássico do Axé alvo de polêmica

A cantora Daniela Mercury decidiu regravar a música “Milla“, alvo de polêmica. Famosa na voz de Netinho, o hit foi entoado pelo cantor durante os protestos antidemocráticos recentemente.

publicidade

A artista revelou que tomou a decisão como forma de libertar a música do intérprete. “Milla está salva. Milla livre para sempre. Eu queria trazer o espírito da liberdade para a música, mudando completamente a roupagem dela. Por isso, entrei numa área que faz parte da minha história: a música eletrônica percussiva. Ficou incrível”, disse ela ao Hugo Gloss.

Daniela Mercury
Daniela Mercury falou sobre a decisão que tomou (Imagem: Reprodução / Instagram)
publicidade

Nas redes sociais, Daniela contou que o lançamento aconteceria nesta sexta-feira (17), em uma referência ao cantor bolsonarista. “Que versão incrível! Já é sucesso! Quem concorda respira”, elogiou um seguidor. “Muito debochada, do jeito que eu gosto“, disse outro. “Sucesso garantido“, afirmou um terceiro.

Em entrevista à “Fórum”, Manno Góes, um dos compositores de “Milla”, junto com Tuca Fernandes, revelou ter ficado feliz com o interesse de Daniella em regravar o hit, ressaltando que a cantora é um nome muito forte e relevante na música brasileira:

“Um motivo muito especial é que Milla é uma composição juvenil, de um amor lúdico, adolescente e estava sendo identificado com um perfil que é oposto a tudo isso, oposto a tudo que é relacionado a amorosidade, a afeto. Ela estava sendo vinculada a uma imagem antiga, decadente, com um discurso avesso à toda a ternura e delicadeza da música”.

publicidade

Daniela traz de volta para Milla esse frescor, tira Milla do proximidade com qualquer coisa que seja fascista, antidemocrática, fake news… Até porque, Milla foi um amor verdadeiro… Daniela está fazendo com que Milla seja salva e seja vista com outra linguagem, mais jovem, mais bacana”, completou.

Vale lembrar que “Milla” foi parar na Justiça. Após Netinho entoar a canção no ato golpista, Manno Góes desabafou no Twitter: “Netinho ontem cantou Milla no ato em que pessoas brancas, na Paulista, gritavam ‘eu autorizo’, para Bolsonaro. Autorizam o quê? Golpe militar? Portanto, eu NÃO AUTORIZO esse débil mental de cantar minha música. Já entrei na justiça e retirarei todos os vídeos que tiverem isso“.

publicidade

O vídeo, postado nas redes sociais da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), chegou a ser removido da página após a ação movida por Manno. “O Netinho pode tocar e cantar ‘Mila’ em seus shows, onde ele quiser. O problema é a veiculação da música, sem autorização do autor, a um ato político oposto ao que acredito“, disse o músico.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Confira como ficou “Milla” na voz de Daniela Mercury:

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Guinho Santos
Formado em Jornalismo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências Salvador, Guinho Santos escreve sobre o mundo dos famosos há mais de dez anos. Tem experiência em cobertura de realitys shows, bastidores da música, TV e novelas. Ao longo da carreira, trabalhou com rádio e foi apresentador na web, além de ter experiência também como Social Media e agora está junto do Mix Me!
Veja mais ›
Fechar