Confira letra de ‘Errante’; single dedicado a Juliette, participante do BBB 2021

A Juliette, do BBB 2021, é um sucesso dentro e fora da casa! Dessa vez um time de artistas nordestinos gravou e lançou uma música em homenagem à maquiadora e advogada paraibana. A música se chama ‘Errante’ e já é sucesso nas redes sociais.

publicidade
Confira letra de 'Errante'; single dedicado a Juliette, participante do BBB 2021
Confira letra de ‘Errante’; single dedicado a Juliette, participante do BBB 2021 (Imagem: Reprodução Instagram)

A música, lançada na última quinta-feira (25), foi composta pela cantora Bruna Ene e recebeu participação especial do poeta Bráulio Bessa.

publicidade

‘Errante’ se trata de um xote com muitos elementos e referências regionais do Nordeste para falar sobre a resistência do povo da região e também denunciar a xenofobia, preconceito que Juliette sofreu nas primeiras semanas do reality show.

Em menos de 10 dia após a publicação, a música já atingiu 139.763 visualizações visualizações no YouTube e passou das 12 mil curtidas.

Leia mais: Enquete BBB 2021: Quem vai sair? Juliette, Rodolffo ou Sarah? Votação Parcial

publicidade

Ouça e leia a letra completa de ‘Errante, música de homenagem a Juliette:

Não me calo pra injustiça

Não rejeito o desprezado

publicidade

Não aponto um dedo que vem outros quatro me apontar

Não desvio dos valores que preenchem o meu seio

Não me vendo nem por um milhão e meio

publicidade

Não zombe do meu sotaque

Não me venha com ataque

Que sem levantar minha voz eu me faço escutar

publicidade

Enquanto você me julga

Não tente apagar minha luz

E deixe que eu faço o meu cuscuz

publicidade

Refrão Eu me reconheço errante

E aprendi a perdoar

Quem do erro do outro sou eu pra julgar?

publicidade

Vou fazendo a minha parte

Espalhando compaixão

Onde há falsidade eu sou só coração

publicidade

Eu sou Nordestino Gentil, educado

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

E amo a cultura

De cada estado

Repare, são nove,

Sou miscigenado

E tenho orgulho

De ser misturado

Misturo o brega,

O funk, o xaxado

Misturo o Axé

Com forró arrochado

Misturo repente

Com Jorge Amado

E surfo nas ondas

Do sertão rachado.

Quem parte daqui

Peleja dobrado

Pra ter o direito

De ser respeitado

Mas o preconceito

Já estruturado

Agride, maltrata

Por tudo que é lado

Gritando o sussurro

Do ódio velado.

Igual faca cega

De corte afiado

Por isso meu verso é punhal amolado

Que fura, que grita

Não fica calado

Não baixa a cabeça

Não é dominado.

E nessa batalha sou pós-graduado

Quem quer me tombar

Acaba tombado

Não há nada que ensine mais do que a simplicidade

E a peixeira que corta o mal

É a sinceridade mainha desde muito cedo sempre me dizia

Por onde andar eu te peço, minha filha

Ande junto com a verdade

E eu fui crescendo e valorizando amizade

Pois sei maquiar meu rosto

Mas não a personalidade

Mais que Romeu ama Julieta

Eu amo meu Nordeste

Não esqueça, o meu nome é Juliette

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal Mix Me. Além disso, atua como redatora do Mix Me e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre o mundo das celebridades e cultura pop.

Veja mais ›
Fechar