Como descobrir se o seu disco de vinil está entre os que valem fortunas?

A vida é uma caixinha de surpresas, e não tem nenhuma melhor do que descobrir que um item antigo e esquecido no canto da casa pode valer uma fortuna: é o caso do disco de vinil. Segundo uma reportagem realizada pela UOL, o mercado dos discos vintage está em expansão, e é o momento perfeito para vender os itens empoeirados.

publicidade
Vinil
Como descobrir se o seu disco de vinil está entre os que valem fortunas? (Foto: Getty Images)

Sejam vindo de heranças ou de coleções particulares antigas, muitos brasileiros ainda possuem vinis guardados em casa. Para entender o valor do item, é necessário levar em consideração alguns fatores que influenciam na precificação, como o estado de conservação, a origem, a raridade e o artista do LP. Mas, além desses critérios já conhecidos, há um outro que pode elevar – e muito – o valor do seu vinil: a prensagem.

publicidade

Desconhecida para muitos, a prensagem diz respeito à primeira edição de um disco, distribuída no país de origem do artista. Considerada sagrada para os colecionadores, essas versões são verdadeiros diamantes e podem valer uma fortuna. Para saber se você possui um desses tesouros, basta atentar para os sinais.

Segundo a UOL, não é complicado identificar esse tipo de vinil. Existem vários indícios, sendo um deles a presença de informações sobre a produção do disco na “dead wax” – trecho entre a última faixa e o selo do álbum.

publicidade

No entanto, a forma mais simples é verificar o código existente na capa ou contracapa do vinil: quando se trata de um padrão de 4 letras seguidas de quatro números, como “ABCD-1234”, pode começar a procurar compradores interessados, pois trata-se do padrão “first pressing”, altamente estimado pelos colecionadores.

Caso se trate de segundas ou terceiras edições, que também possuem demanda no mercado, o código achado será em um padrão de 2 letras e 5 números, e também pode indicar uma boa oportunidade de venda.

Apesar dos padrões, existem algumas exceções, já que as gravadoras seguiam diferentes regras. Para tirar a dúvida, a opção mais recomendada é acessar o site Discog, e consultar a lista de versões.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Milena Cerqueira

Formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), tenho interesse e experiência em jornalismo cultural, comunicação interna e assessoria de imprensa. Na área acadêmica, realizei pesquisa referente ao trabalho de conclusão de curso nas áreas de música e cultura pernambucana.

Veja mais ›
Fechar