Charlie Brown Jr: guitarrista preparam faixas inéditas deixadas por Chorão

Marcão Britto e Thiago Castanho, ex-membros da banda Charlie Brown Jr, anunciaram que irão lançar músicas inéditas em 2022, produzidas a partir de gravações de Chorão antes de sua morte.

publicidade

A informação surpreendeu e animou os admiradores do cantor, e será uma oportunidade de entrar novamente em contato com o seu trabalho.

Charlie Brown Jr
Charlie Brown Jr.: guitarrista preparam faixas inéditas deixadas por Chorão
(Créditos: reprodução)
publicidade

Marcão conta que encontrou as relíquias deixadas pelo amigo enquanto fazia uma arrumação no estúdio. Os achados possuem a voz de Chorão, e virão à público em breve, provavelmente em conjunto com os shows que os músicos pretendem realizar em 2022.

No entanto, nem tudo são flores para os ex-integrantes. Recentemente, houve uma briga entre eles e o filho de Chorão, Alexandre Abrão, a qual culminou com a saída de ambos do projeto que buscava levar a banda de volta aos palcos, para dar continuidade ao legado do falecido artista.

publicidade

Sobre o episódio, Marcão e Thiago alegam que vinham tendo constantes desentendimentos com o filho do amigo, e que o que parecia, para eles, era que Alexandre deixou o ego se sobressair à memória do próprio pai. Ele, no entanto, rebateu as acusações.

“Falam que eu não fui uma coisa, não fui outra, que eu fui mesquinho. Mas a verdade é que eu nunca fui contatado por eles para absolutamente nada. Ninguém falou: ‘Preciso que você faça isso, senão vou sair'”, alegou Abrão.

Os músicos, que precisaram vir à público para rebater as alegações do filho de Chorão, explicam que tomaram a decisão em respeito ao legado deles, da ex-banda e do falecido artista. Isso se deu porque as declarações de de Alexandre envolviam histórias de disputa por direitos autorais e supostas recusas de trabalhos por parte da banda. 

publicidade

“É um absurdo que isso esteja acontecendo. Depois de tanto tempo, ele não tem o mínimo de respeito pelas pessoas que construíram essa história. Esse é o saldo que o Alexandre deixa. Uma falta de maturidade, bom senso, de comprometimento com a própria obra do pai dele”, desabafou Marcão.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Milena Cerqueira

Formada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), tenho interesse e experiência em jornalismo cultural, comunicação interna e assessoria de imprensa. Na área acadêmica, realizei pesquisa referente ao trabalho de conclusão de curso nas áreas de música e cultura pernambucana.

Veja mais ›
Fechar