Anitta é acusada de plágio em novo single; entenda a polêmica

A cantora Anitta acaba de se envolver em mais uma polêmica em sua carreira. A famosa agora tem sido acusada de plágio em sua nova canção, Quiero Rumba. A faixa é uma parceria com o Dímelo Flow e Chimbala.

publicidade
Anitta em Quiero Rumba (Reprodução)
Anitta em Quiero Rumba (Reprodução)

O caso começou logo após o lançamento da canção, que conta com batidas bem parecidas com o clássico funk “Rap das Armas”, de DJ Malboro, conhecida por ser trilha sonora do filme Tropa de Elite.

publicidade

Percebendo as movimentações nas redes sociais, Anitta, que tem se esforçado em continuar sendo uma das vozes do funk carioca no mercado internacional, disse que pediu autorização para fazer a releitura da música em espanhol.

“Tem muita gente me acusando de plágio. Gente, não é um plágio, é realmente uma versão, uma releitura de ‘Rap das Armas’. Eu pedi autorização, obviamente, antes de lançar, pro DJ Marlboro”, disse ela.

Disposta a divulgar e transformar Quiero Rumba em um hit latino, a carioca finalizou o assunto e pediu para todos continuarem ouvindo a faixa: “Vamos parar de reclamar e escutar, porque tá muito boa!”.

publicidade

Anitta mostra lado politizado e antenado

Apesar de estar morando nos Estados Unidos, Anitta tem ficado bem ligada nas discussões política que estão acontecendo no Brasil. Recentemente a cantora usou o Twitter para detonar a postura do presidente Jair Bolsonaro.

A artista se mostrou irritada ao perceber que o chefe de estado brasileiro estava fazendo campanha para que o país voltasse a ter voto impresso.

publicidade

“O país se desfazendo em preços altíssimos, desemprego e mortes… e o presidente gastando o tempo das pessoas com palhaçada de voto impresso…. alguém precisa mandar no fax ou no bip dele o que que ta precisando de verdade no Brasil. Parece uma piada… o cara que faz seu marketing e sua campanha eleitoral toda baseada em Internet, fake news e tecnologia robô agora quer que o povo vote impresso”, disparou.

Muito crítica ao governo, a poderosa ainda destacou a forma como o Brasil é vista internacionalmente e o quanto a falta de investimentos acaba deixando o país ainda mais marginalizado.

“O turismo internacional praticamente some no Brasil. A moeda nao gira de fora pra dentro, apenas internamente ou de dentro pra fora..e assim o país nao cresce economicamente. Vamos empobrecendo, perdendo empregos, aumentando os preços de tudo… mas o desfile ta rolando”, falou ela.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade

Formado em jornalismo pela UNIME Salvador, possui passagem por rádio, jornal e trabalha com público de internet desde 2016. Atualmente tem focado em projetos de audiovisual, cultura pop e celebridades.

Veja mais ›
Fechar