Amber Heard vende casa para pagar indenização a Johnny Depp

Após ser declarada como culpada em três acusações de difamação do ex-marido Johnny Depp, sendo condenada a pagar US$ 10,35 milhões, Amber Heard vendeu sua casa no deserto de Yucca Valley, na Califórnia, nos Estados Unidos. O dinheiro servirá para custear a indenização exigida no processo.

publicidade
Amber Heard Johnny Depp
Amber Heard vende casa para pagar indenização á Johnny Depp. Foto: reprodução.

De acordo com o TMZ, o imóvel foi avaliado em US$ 1 milhão, dobro do preço que Heard pagou em 2019, quando adquiriu a casa por US$ 570 mil. Apesar do alto valor, a venda ainda não é o suficiente para a atriz quitar sua dívida de US$ 10 milhões com Depp.

publicidade

Confira imagens da casa:

publicidade

O juiz responsável pelo processo de  Johnny Depp Amber Heard não aceitou o pedido de anulação do julgamento que condenou a atriz. A defesa da atriz havia solicitado a anulação do veredito a favor de Depp alegando que a identidade de um dos jurados não condizia com a apresentada durante o julgamento.

O jurado 15 não nasceu em 1945, como previam os autos, porque foi substituído por seu filho, que tem o mesmo nome e vive na mesma residência que ele. Além disso, a defesa alegou que os valores da indenização seriam excessivos.

De acordo com o jornal Daily Mail, os representantes legais da atriz, de 36 anos, ainda apresentaram às autoridades dos EUA um documento de 43 folhas alegando a falta de evidências nos relatos dados pelo ator. Todos os pedidos foram negados pelo juiz.

publicidade

A equipe jurídica de Depp contestou as alegações de Heard classificando seus argumentos como infundados. Johnny Depp venceu ação e deve receber US$ 10 milhões de indenização.

Se mantém a vitória do ator Depp  que ganhou a ação de difamação contra a ex-esposa no Tribunal do Condado de Fairfax, na Virgínia, EUA. Durante o processo que condenou Amber Heard, foram ouvidos mais de 100 horas de depoimentos de testemunhas, além de áudios gravados e depoimentos ao vivo dos dois.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

O processo movido contra a atriz é baseado em um artigo escrito por ela em 2018 para o jornal The Washington Post. Nele, a artista relata os episódios de violência doméstica que sofreu, mas não cita o ex-marido.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Rafael Lima

Jornalimo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Possui passagem por assessoria de comunicação e produção de críticas musicais desde 2020 em redes sociais. Apaixonado pelo universo e cultura pop, pesquisa e produz conteúdo para o nicho desde 2019.

Veja mais ›
Fechar