Alok se emociona com mãe de fã que morreu: ‘Abraço do meu filho’

O “Altas Horas”, da Globo, do último sábado (14) teve um momento emocionante para Alok. O DJ participou do programa apresentado por Serginho Groisman como convidado e foi surpreendido com o depoimento da mãe de um fã do artista que morreu em um acidente de carro. A cena repercutiu nas redes sociais e gerou comoção.

publicidade
Alok
Durante o Altas Horas, Alok se emociona com depoimento de mãe de um fã, morto em acidente. Foto: reprodução/Globo.

Pollyana Palma é mãe de Murilo Menezes, de 19 anos, que morreu em um acidente de carro em Taubaté, quando saía de uma festa de aniversário e pegou uma carona com um dos convidados. No caminho para casa o jovem sofreu o acidente e foi a única vítima fatal.

publicidade

Na véspera de completar um ano da morte de Murilo, a mãe do jovem foi convidada para ir ao “Altas Horas” por um amigo. Era uma lembrança de Dia das Mães para espairecer e Pollyana não sabia quem eram os convidados. Ao saber que Alok estaria no programa, ela se emocionou.

Em uma rodada de perguntas da plateia para os convidados, durante o programa, Pollyana contou ao DJ a história do filho.

“Mais uma vez, filho, você está comigo. Então, Alok, receba o abraço do meu filho, que com certeza está aqui porque o sonho da vida dele era você”, disse.

publicidade

Emocionado, Alok foi até Pollyana abraçá-la e depois postou a imagem nos stories do seu perfil no Instagram.

“Uma mãe jamais deveria passar pela dor da perda de um filho. Me faltam palavras… Poliana, que Deus conforte seu coração. Não sei explicar ao certo, mas pude sentir a presença do Murilo neste abraço”, escreveu na legenda.

publicidade

Após a cena ocorrida no programa, a mãe de Mateus  contou ao G1 que tem recebido inúmeras mensagens de pessoas com mensagens de conforto e de mães que também passam pelo processo de luto.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

“Eu estou em choque com a repercussão que isso teve. Eu não tinha noção, mas se eu puder ter esse legado de poder ser um conforto com esse percurso de transformar a dor da perda e conseguir ajudar outras pessoas, eu entendo melhor o propósito”, afirmou.

O que você achou? Siga @mixmebrasil no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Rafael Lima

Jornalimo pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Possui passagem por assessoria de comunicação e produção de críticas musicais desde 2020 em redes sociais. Apaixonado pelo universo e cultura pop, pesquisa e produz conteúdo para o nicho desde 2019.

Veja mais ›
Fechar