publicidade
   

News

Documentário fez público amar e respeitar Amy Winehouse, diz diretor



Diretor de “Amy” acredita que o documentário foi importante para a imagem de Amy Winehouse.

amy winehouse

Asif Kapadia afirma que público passou a respeitá-la e amá-la muito mais, depois do filme.

O diretor do documentário “Amy”, que retrata a vida de Amy Winehouse, garante que a obra fez com que a percepção do público sobre a cantora mudasse drasticamente. E, embora o pai da cantora tenha afirmado que não concorda com as escolhas do diretor e que vai fazer seu próprio documentário sobre a filha, o cineasta Asif Kapadia afirmou em entrevista recente que, antes do documentário, ninguém sabia de verdade quem era Amy Winehouse.

“Uma grande parte do que sabemos da vida dela se tornou sobre as coisas ruins e sobre como ela não estava em um caminho bom… Nós conhecíamos as músicas dela, mas não sabíamos sobre o que elas eram, como elas eram pessoais ou como ela sofria para criá-la. Eu acho que agora temos mais conhecimento e respeito pela garota. As pessoas gostavam da voz dela, mas não necessariamente a respeitavam como um ser-humano, e agora existe muito amor para ela como pessoa, o que é ótimo”, afirma ele.

Rihanna e Leonardo DiCaprio reatam o affair em Paris
Deadpool: primeiras sessões do filme deixam fãs loucos – no bom sentido
Miley Cyrus se muda para casa de Liam Hemsworth

Escute!

O filme se tornou o segundo documentário com maior bilheteria de todos os tempos no Reino Unido, gerando uma movimentação de £ 3.44 milhões. O valor gira em torno de R$ 18 milhões. A obra também foi indicada ao Oscar deste ano.

Comentários